Ministra Cármen Lúcia avalia homologar as delações da Odebrecht

A presidente do Supremo Tribunal Federal, Cármen Lúcia, já avalia a possibilidade de avocar para si a homologação das delações dos executivos da Odebrecht, que estavam em fase final de análise pelo ministro Teori Zavascki.

Ela tem a prerrogativa de assumir “questões urgentes nos períodos de recesso”.

Teori, morto em acidente aéreo, foi enterrado ontem em Porto Alegre.

Juristas, entre eles um ministro do Superior Tribunal de Justiça, defendem que Cármen valide os acordos.

O presidente Temer confirmou que vai esperar o STF escolher o novo relator, para só então indicar o nome do ministro que ocupará a vaga de Teori.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s