Para evitar novas rusgas com STF, Temer busca nome que não desagrade Cármen Lúcia

Painel

O momento delicado da relação entre o Planalto e o STF fará com que Michel Temer tente evitar ao máximo melindrar Cármen Lúcia com sua escolha para substituir Teori Zavascki.

Na pauta da corte, há uma série de temas sensíveis para o governo, como a sucessão na Câmara e o destino de parte da cúpula da Esplanada, apanhada na Lava Jato.

Ainda que não vá “submeter” o nome à ministra, Temer usará de todos os espaços de interlocução para que a indicação não a deixe insatisfeita.

Boa vizinhança Como há uma coincidência no período dos mandatos dos dois, Cármen Lúcia e Michel Temer precisam de uma boa relação, diz um palaciano muito próximo do presidente da República.

Ocupar e resistir Diante do dito favoritismo de Ives Gandra Martins Filho para a cadeira de Teori Zavascki no STF, um grupo de advogados articula o lançamento de um “anticandidato” para marcar posição contrária à indicação do hoje presidente do TST.

Pensamento único Um integrante do grupo critica posições conservadoras do magistrado e diz que a escolha seria um “retrocesso”.

Na lista, estão Geraldo Prado, Gisele Cittadino, Leonardo Isaac e Ricardo Lodi — que atuou na defesa de Dilma Rousseff.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s