Crise econômica amplia diferença de salário entre CLT e servidor

A diferença de salário entre trabalhadores do setor público e do privado cresceu 7,6% no ano passado.

Foi a maior alta desde 2012, inicio da série histórica da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio), feita pelo IBGE.

Enquanto em 2015 o funcionalismo ganhava em média R$ 3.152 — 593% mais do que um empregado com carteira assinada —, em 2016 essa distância passou para 63,8%.

O salário de um servidor público cresceu 1,5% no período, e o de um celetista do setor privado encolheu 13%.

Uma das razões é a estratégia, ampliada em tempos de recessão, de substituir parte da equipe por trabalhadores que ganham menos.

Segundo análise de dados do Ministério do Trabalho feita pela Folha, novos contratados com carteira assinada recebem, em média, 21% menos do que os demitidos na mesma ocupação.

A taxa de desemprego no país atingiu 12% no último quadrimestre de 2016 — cerca de 123 milhões de pessoas.

Nos últimos dois anos, os empregadores, incluindo os que trabalham no próprio negócio, tiveram a maior perda salarial (6,1%). (Folha)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s