Eduardo Cunha teme que rebeliões cheguem ao presídio onde está detido

Mônica Bergamo

Eduardo Cunha está inquieto na prisão.

O ex-presidente da Câmara dos Deputados teme que a onda de rebeliões em presídios chegue ao Paraná, onde está detido.

PEITO ABERTO – Cunha acredita que ele e os demais presos da Operação Lava Jato que estão no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, como José Dirceu, correm sério risco em caso de motim no presídio.

TÔ SÓ ESPERANDO – O ex-parlamentar está ansioso também com o julgamento de seu caso no STF (Supremo Tribunal Federal).

Agitado, demonstra a outros presos que tem grande esperança de ser solto.

Deixa a impressão de que, se isso não ocorrer, se considerará definitivamente abandonado pelo universo político e poderá enfim aderir à delação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s