Aécio Neves acertou fraude em licitação, diz Odebrecht

Ex-presidente da Odebrecht Infraestrutura, Benedicto Júnior disse à Lava Jato ter se reunido com o então governador Aêcio Neves (PSDB-MG) para acertar fraude na licitação da Cidade Administrativa.

Inaugurada em 2010, a obra custou R$ 2,1 bilhões.

Segundo a Folha apurou, o delator disse que Aêcio o orientou a procurar Oswaldo Costa Filho, colaborador de campanhas do tucano.

Com Oswaldinho, como ê conhecido, as empresas teriam negociado propina de atê 3% do valor dos contratos.

Responsável por 60% da obra, a Odebrecht liderava o consórcio com Andrade Gutierrez, OAS e Queiroz Galvão.

Em razão das acusações de Benedicto Júnior e outros executivos, procuradores pediram à Andrade Gutierrez que retificasse as delações.

Procurado, Aêcio Neves defendeu o fim do sigilo das delações para poder se defender e disse que as afirmações relatadas são falsas e absurdas.

Segundo o senador tucano, não houve irregularidades na licitação da Cidade Administrativa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s