Ou o governo Trump se modera ou será curto, adverte autor mexicano

Direto na fonte

O muro na fronteira dos EUA com o México é um projeto absurdo, que representa um desrespeito total ao México e à América Latina.

Foram essas palavras que Juan Pablo Villalobos, usou para definir sua ótica em relação ao problema criado por Donald Trump.

Autor da trilogia sobre o México Festa no covil e Se vivêssemos em um lugar normal Te vendo um cachorro, o escritor mexicano, que vê as mobilizações populares nos EUA com esperança, afirmou em conversa com a coluna, ontem:

“Ou o governo Trump se modera, ou será curto”.

Radicado na Espanha, ele está escrevendo livro de contos a partir de entrevistas com dez crianças – de El Salvador, Honduras e Guatemala – que viveram, sozinhas, uma aventura de imigração aos EUA.

As histórias serão publicadas no ano que vem. Abaixo, os melhores trechos da entrevista.

Como vê a decisão de Trump de construir um muro na fronteira com o México?

É um projeto absurdo, que representa um desrespeito total ao México e à América Latina.

Não consigo pensar em argumentos para justificar tal decisão.

Por isso há pouco para falar. Mas as mobilizações nos EUA estão cada vez maiores. Vejo-as com esperança.

Ou o governo se modera ou, se continuar nessa trajetória, será curto.

E como avalia a resposta do presidente mexicano, Enrique Peña Nieto?

Ele está totalmente deslegitimado diante dos cidadãos mexicanos.

Agora, claro, há uma onda de unidade nacional diante da agressão do presidente dos EUA. Isso é bom para ele, que está recebendo apoio inclusive da oposição.

Acho que a resposta dele tem sido como tudo no seu governo: muito fraca, errática.

Eles cometeram um erro histórico que os mexicanos nunca vão perdoar, que foi ter convidado Trump para visitar o México durante a campanha. Isso foi determinante.

Eu vejo o relacionamento dos dois como um espetáculo de palhaços, no qual um está sempre humilhando o outro.

É o personagem tirano, déspota. Esse é Trump. E tem o outro palhaço que faz entende tudo errado. Esse é Peña Nieto. Eu vejo assim: o tirano e o tolo.

E o que acha da população latina que votou em Trump?

É o fenômeno dos latinos que chegaram nos EUA há duas gerações e que conseguiram fazer a vida lá.

Eles têm orgulho de ter passado por esse processo de integração e se sentem ameaçados pelos novos imigrantes.

Sentem medo de voltar à situação anterior. É compressível, mas não é justificável.

Você mora na Espanha. Como acha que a guinada de Trump pode influenciar governos de direita na Europa?

Pode ter um efeito perigoso na França, na Alemanha e já está tendo na Inglaterra.

De alguma maneira é a confirmação para esses políticos de que há uma virada no discurso político.

Como se essa fosse uma resposta natural aos problemas do mundo.

E também é uma incapacidade da esquerda de enfrentar esse contexto que estamos vivendo. É a direita populista tomando esse lugar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s