Um ex-presidente procurado: Peru oferece recompensa de 30.000 dólares por AlejandroToledo

O juiz Richard Concepción Carhuancho, titular do Primeiro Tribunal de Investigação Preparatória Nacional do Peru, determinou 18 meses de prisão preventiva para o ex-presidente Alejandro Toledo Manrique.

A solicitação foi apresentada pelo promotor Hamilton Castro, líder da equipe especial encarregada de investigar as ramificações do Lava Jato no Peru.

O Governo peruano acrescentou na sexta-feira o ex-presidente à lista dos criminosos mais procurados do Ministério do Interior e ofereceu uma recompensa de 30.000 dólares (93 mil reais) por informações sobre seu paradeiro.

O ministro do Interior, Carlos Basombrío informou que Toledo está fora do país, provavelmente na França, e não tem nenhuma intenção de voltar ao Peru.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s