Escócia volta a ameaçar separação do Reino Unido e poderá realizar plebiscito em 2018

A primeira-ministra da Escócia, Nicola Sturgeon, anunciou em Edimburgo, no início da semana, que pretende apresentar seus planos para um novo referendo de independência do Reino Unido ao Parlamento local.

A proposta trata de uma resposta à aprovação do Brexit, processo de saída do Reino Unido da União Europeia, por parte do governo de Londres, após a premier britânica, Theresa May, já ter afirmado que não autorizará uma nova consulta popular na Escócia .

A ideia de um novo referendo se for aprovada pelo Parlamento  poderá acontecer entre o outono (do hemisfério norte) de 2018 e a primavera de 2019, o que equivale ao período entre setembro de 2018 e junho de 2019.

Em nota, o governo britânico disse que um novo referendo só causaria mais incerteza, relembrou o fracasso da última tentativa de separação da Escócia em 2014 e ainda afirmou que o Reino Unido só quer negociar o Brexit “no interesse de todas as nações”.

Em 2014, os moradores da Escócia rejeitaram por uma ampla margem de dez pontos, bem mais que o esperado, a independência no referendo realizado.

Os países Escócia, Inglaterra, Gales e Irlanda do Norte integram o Reino, que tem Londres como capital e foi unificado em 1707.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s