Temer teve conta eleitoral aberta e só arrecadou 6% dos recursos em chapa com Dilma

A conta bancária aberta pelo presidente Michel Temer para receber recursos para a campanha eleitoral de 2014 foi abastecida com depósitos que correspondem a apenas 5,67% do total de R$ 350,4 milhões arrecadado pela chapa dele e de Dilma Rousseff.

Naquele ano, os dois concorriam à reeleição –ela para presidente, ele para o cargo de vice-presidente.

De acordo com dados levantados pela Folha no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), a conta “Eleição 2014 Michel Miguel Elias Temer Lulia Vice-Presidente”, controlada pelo então vice, recebeu R$ 19,8 milhões numa agência do Banco do Brasil.

Deste total, R$ 16,5 milhões foram destinados a diretórios do PMDB e a candidatos a governador, deputado e senador do partido nos Estados. Os repasses foram feitos em dinheiro ou na forma de material de propaganda.

Sobrou pouco, ou cerca de R$ 3 milhões, para que Temer arcasse com despesas diretas de sua própria campanha.

Esses valores correspondem a cerca de 1% do total de gastos declarados pela chapa Dilma/Temer ao TSE.

Temer ainda conseguiu economizar: no fim da campanha, sobraram R$ 92,2 mil em sua conta, que ele transferiu para o PMDB.

Uma das estratégias dos advogados de Temer para livrá-lo de uma condenação no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), onde a chapa Dilma-Temer é investigada sob acusação de abuso de poder, é a de dizer que as contabilidades dos dois candidatos eram separadas. (Folha)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s