Anti-inflamatórios aumentam risco de parada cardíaca, aponta estudo

Dois anti-inflamatórios populares no Brasil, o ibuprofeno e o diclofenaco, foram listados por cientistas como perigosos agravantes em casos de parada cardíaca.

O alerta é de uma pesquisa realizada na Dinamarca, publicada na última semana pela revista European Heart Journal.

A conclusão é de que o risco de parada cardíaca aumenta 31% com o uso do ibuprofeno e 50% com o diclofenaco.

O médico e professor de cardiologia responsável pela pesquisa na Universidade de Copenhague, Gunnar Gislason, recomenda controle mais rígido para o uso de anti-inflamatórios.

“Permitir que essas drogas sejam vendidas sem prescrição, e sem orientação ou restrições, leva a população a crer que são seguras”, comentou, em publicação da Sociedade Europeia de Cardiologia.

Divulgado internacionalmente, o estudo reforça trabalhos anteriores que já miravam os riscos dos anti-inflamatórios.

O jornal britânico The Guardian ressalta uma pesquisa local que apontou elevação do ritmo cardíaco após o uso dos medicamentos.

Na Grã-Bretanha, o diclofenaco passou a ser vendido apenas sob prescrição médica desde 2015. (Estado)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s