Canadense “exilada no frio” é eleita a melhor professora do mundo

A canadense Maggie MacDonnell foi anunciada neste domingo a vencedora do Global Teacher Prize, competição que escolhe o melhor professor do mundo.

O Brasil concorria ao prêmio com capixaba Wemerson da Silva Nogueira, que se tornou nacionalmente conhecido no ano passado, ao levar o prêmio Educador Nota 10, concedido em parceria pela Fundação Victor Civita com a Fundação Roberto Marinho por um projeto sobre a contaminação do Rio Doce após o rompimento da barragem de Mariana (MG).

Em seu discurso de agradecimento na cerimônia de premiação realizada em Dubai, nos Emirados Árabes, neste domingo, Maggie MacDonnell exaltou a classe.

“Nós temos importância, professores importam”, disse.

Em seguida, a docente puxou um coro na plateia da frase “Teachers matter” (“professores importam”).

Maggie trabalha em uma comunidade que possui apenas 1.300 habitantes e onde a temperatura no inverno chega a menos 25 graus Celsius.

A docente desenvolveu vários projetos para incentivar a permanência escolar

A canadense, que é natural da província de Nova Escócia, uma ilha ao leste do país, também falou sobre a sua experiência como professora no Salluit, uma comunidade inuíte no ártico canadense — ela testemunhou o enterro de dez alunos no período de seis anos em que trabalha por lá.

“A memória que continua a me assombrar é a de quando vejo esses canadenses colocando os corpos de seus entes queridos na terra, sob a tundra.

No dia seguinte, ao chegar na sala de aula, há um silêncio, mas que ecoa aqui.” (Veja)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s