Delatores apresentaram contratos, extratos e notas para confirmar teor das denuncias

Ex-executivos da Odebrecht apresentaram documentos para corroborar acusações feitas em delações premiadas.

Os investigadores usarão os papéis para tentar provar crimes descritos nos depoimentos.

Políticos envolvidos têm afirmado que a palavra dos delatores não é suficiente para condenar ninguém.

Parte dos papéis entregues por quem fez acordo de colaboração com a Lava Jato reúne indicativos concretos.

Há extratos bancários, comprovantes de transferência de dinheiro e contratos fictícios —que, segundo delatores, simulavam um serviço prestado à empreiteira para camuflar pagamento de dívida de campanha.

Outros documentos devem servir para evidenciar que os ex-executivos da Odebrecht eram de fato próximos dos delatados.

São trocas de e-mails com agentes públicos, além de anotações e relações de telefonemas.

As mensagens, que relatam reuniões e registram demandas, serão utilizadas na tentativa de mostrar que empresários influenciavam decisões de políticos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s