Ameaçado de perder no plenário, governo endurece com aliados na Reforma da Previdência

O Planalto decidiu endurecer o tratamento com sua base aliada no Congresso para aprovar a reforma da Previdência.

Mesmo com regras mais brandas do que as propostas originalmente, o número de deputados contrários à reforma da Previdência continua maior do que o de favoráveis.

Levantamento feito pelo Estado na Câmara mostra que o governo Michel Temer enfrenta resistência até na base aliada.

Foram ouvidos até a noite de ontem 305 deputados, quase 60% do total.

Só 50 afirmaram estar dispostos a aprovar a reforma como está.

Dos 150 votos contrários, 46% foram dados por deputados de partidos aliados.

São necessários 308 votos para aprovação em plenário.

O governo subiu o tom e decidiu cobrar dos ministros que enquadrem as bancadas aliadas, sob pena de perderem os cargos.

O Planalto quer que os partidos fechem questão para aprovar a reforma.

Quem desrespeitar a ordem corre risco de ser punido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s