Deputados do RN terão “indicados” demitidos dos cargos e “tolerância” será para Walter Alves

O governo começa hoje a demitir indicados de deputados da base aliada que votaram contra a reforma trabalhista na Câmara.

Em reunião realizada ontem com ministros e líderes, no Palácio da Alvorada, o presidente Michel Temer disse que quem está com o governo tem bônus, mas também ônus e avisou que será preciso dar o exemplo, com cortes de cargos, para impedir que novas traições prejudiquem a votação da reforma da Previdência.

Do Rio Grande do Norte poderão perder cargos no governo os deputados Antonio Jácome (PTN), Rafael Mota (PSB) e Walter Alves (PMDB).

Esse último, não votou a reforma trabalhista e ainda não se justificou publicamente.

Com relação a Walter Alves, certamente o Palácio do Planalto será  tolerante para não irritar o seu pai, senador Garibaldi Alves, nas próximas votações do senado.

A deputada Zenaide Maia no início do seu mandato vinha se mantendo aliada às forças anti-PT e chegou-se a divulgar que votaria a favor do impeachment de Dilma.

Entretanto, a partir do momento que o irmão, João Maia, foi nomeado por Dilma, vice-presidente do Banco do Brasil, ela se vinculou ao bloco do PT, de apoio a Lula e a ex-presidente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s