Pasmem, Lula foi chamado de ladrão em ato da CUT

Fabio Campana

Mesmo convocados por centrais sindicais e movimentos sociais simpáticos ao Partido dos Trabalhadores (PT) e à Central Única dos Trabalhadores (CUT), os protestos contra as reformas trabalhista e previdenciária, em São Paulo-SP, hostilizaram o ex-presidente Lula, na última sexta-feira (28), após o discurso de um manifestante que estimulou o público a exigir, em coro, a prisão do petista que é réu da Operação Lava Jato.

De cima do trio elétrico, um homem que discursava defendeu que traidor de peão, não merece perdão.

E o público que representava a classe trabalhadora reagiu às críticas contra Lula, dizendo que o lugar do petista seria na prisão:

‘Lula, ladrão! Seu lugar é na prisão!’, foram as palavras de ordem.

“Gostaríamos de dizer, aqui, em alto e bom som, claramente, que nós não temos um bandido burguês de estimação. […]

Nós não escolhemos um bandido burguês bonzinho da nossa preferência.

Lula virou o cacheiro viajante da Odebrecht.

Virou o menininho de recados da Odebrecht e se vendeu à burguesia.

Temos que dizer claramente:

‘Traidor do peão não merece perdão’.

É prisão para o lula e para todos os corruptos!”, discursou o manifestante.

Lula ainda foi comparado ao presidente Michel Temer e ao senador Aécio Neves, também citados em delações premiadas no âmbito da Operação lava Jato.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s