Papa Francisco garante que não julgará Trump sem ouvi-lo antes

O papa Francisco declarou neste sábado,  em sua tradicional entrevista coletiva a bordo do voo para Roma, após visita a Portugal,  que esperava poder entender-se com o presidente americano Donald Trump, a quem receberá no dia 24 de maio no Vaticano, garantindo que nunca “julga uma pessoa sem antes escutá-la.

Direi o que penso, ele dirá o que pensa”, apontou.

O papa não quis abordar os temas sobre os quais diverge de Trump, como mudanças climáticas e migrações.

“Sempre (há) portas que não se fecharam”, insistiu, explicando que seu método era “buscar as portas que ao menos estão um pouco abertas, entrar e falar de coisas comuns, e ir em frente, passo a passo”.

“A paz é artesanal, se faz a cada dia.

E também a amizade entre as pessoas, o conhecimento mútuo, o carinho são artesanais”, explicou o pontífice argentino.

Donald Trump visitará o Vaticano em sua primeira viagem ao exterior como presidente, que o levará a Arábia Saudita e Israel, depois a Bruxelas e novamente à Itália, para a cúpula do G7 em Taormina (Sicília).

No ano passado, em resposta a uma pergunta sobre a posição do então candidato presidencial Trump sobre a imigração e sua intenção de construir um muro ao longo da fronteira dos Estados Unidos com o México, o papa disse que um homem com essas visões “não era cristão”.

Trump e o papa também discordam profundamente sobre as mudanças climáticas.

Trump assinou um decreto presidencial desfazendo a legislação ambiental estabelecida pelo governo do ex-presidente Barack Obama.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s