Proposta de fim do foro privilegiado incomoda cúpula dos militares

Mônica Bergamo

A proposta de fim do foro privilegiado, em discussão no STF (Supremo Tribunal Federal) e no Congresso, causa inquietação na cúpula das Forças Armadas.

Os quatro comandantes militares (Chefe do Estado Maior, do Exército, da Marinha e da Aeronáutica) gozam da prerrogativa.

PRIMEIRO DEGRAU Com o fim do foro, os comandantes poderiam ser processados por um juiz de primeiro grau.

ÚLTIMO DEGRAU O ministro da Defesa, Raul Jungmann, confirma a tensão.

“Essa discussão compete ao Judiciário e ao Legislativo.

Mas há, de fato, uma preocupação com a perda do foro, que pode criar uma situação complicada para os responsáveis pelo comando de dezenas de milhares de homens”, afirma ele.

ALERTA A preocupação dos militares já chegou ao Congresso e ao STF, mas sem uma proposta alternativa por parte deles.

“O que for decidido obviamente será cumprido. Mas que há uma preocupação, há”, afirma Jungmann.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s