Temer enfático: “Não renunciarei”

As gravações feitas por Joesley Batista mostram que o presidente Temer ouviu, sem fazer objeções, o dono da JBS relatar como vinha tentando obstruir investigações contra ele, inclusive com aliciamento de juízes e procuradores.

Temer também escutou, sem repreender o dono de empresas que já foram alvo de cinco operações da PF desde 2016, relatos sobre pagamentos ao ex-deputado Eduardo Cunha.

No documento em que pediu a abertura de inquérito para investigar o presidente, autorizada pelo STF, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, diz que Temer deu “anuência” ao pagamento mensal de propina a Cunha.

Antes da divulgação das gravações, em pronunciamento no Planalto, o presidente afirmou:

“Não renunciarei. Sei o que fiz. E sei da correção dos meus atos.”

Em diversas capitais, houve manifestações pedindo a saída de Temer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s