Acesa a luz vermelha para quem foi próximo de Eduardo Cunha: “Não estou em silêncio e tampouco ficarei”

Quem teve no passado relacionamento político com Eduardo Cunha tem razão para ficar intranquilo.

Ele enviou ontem carta escrita à mão de Curitiba, na qual confessa claramente:

“Não estou em silêncio e tampouco ficarei”.

Tudo indica que virá “chumbo” grosso por aí.

Afinal, a essa altura, Cunha nada tem a perder e muito menos pessoas em quem confiar, senão ele próprio, através de uma delação.

Quem tiver culpa em cartório, que se acautele, desde já.

Todo cuidado é pouco!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s