Tucanos do RN realizam convenção em clima de desconfiança e “caras de poucos amigos”

Do editor

Realizou-se ontem, 28, em Natal, a Convenção do PSDB-RN.

Consumou-se a transferência de poder, do pai do deputado Rogério Marinho, que exercia a presidência do Partido no estado, para o deputado Ezequiel Ferreira de Souza.

Quem esteve presente ao ato relatou ao “blog”, que “fisionomias fechadas” revelavam sinais de cara de “poucos amigos”, sobretudo entre o novo presidente, o “ex” e alguns convencionais entre si, que aspiram disputar mandatos em 2018.

A bancada do PSDB na Assembleia Legislativa-RN faz restrições abertas à candidatura a deputado estadual do empresário de Mossoró, Jorge do Rosário, já em campanha, cujo objetivo é somar-se ao também empresário Tião Couto, mobilizar recursos e obter expressiva votação, com pretensões até de presidir, no futuro, a própria Assembleia local.

O ninho tucano local, a semelhança do nacional, transpira animosidades e choques de ambições, entre os próprios militantes partidários.

O maior sinal foi à atitude do deputado Ezequiel Ferreira, lançando ontem o deputado Rogério Marinho como candidato ao senado em 2018.

Ao que se sabe, o deputado Rogério afirma e reafirma ter os pés no chão e que o seu projeto será reeleger-se deputado federal.

Em verdade, por justiça, não se pode negar que o deputado Rogério Marinho possua curriculum, que o habilita disputar a senatoria.

Sobretudo, a proeminência nacional que alcançou, na relatoria da reforma da CLT.

Entretanto, diz-se que para recusar a candidatura, ele invocaria até o exemplo do seu avô, o brilhante deputado Djalma Marinho, que disputou o Senado, altamente qualificado para o exercício do mandato e perdeu a eleição para um desconhecido, o agricultor Agenor Maria.

No caso de Rogério Marinho, realmente o cenário até 2018 é imprevisível, por vários motivos.

Muitas surpresas poderão acontecer e ele sabe disso.

Mesmo assim, o novo líder tucano no Estado, deputado Ezequiel Ferreira, insiste em lançá-lo para o Senado, diante da recusa do empresário mossoroense Tião Couto, pelo menos até agora.

O gesto teria gerado mal estar e transpareceu que seria estratégia favorável a Tião Couto, cujo projeto parece ser a disputa de uma cadeira de deputado federal, ao invés de iniciar-se na vida pública com pretensão majoritária.

Sobre continuar apoiando na Assembleia Legislativa o governo Robinson Faria, os “murmúrios” tucanos foram no sentido de preservar, por enquanto, os espaços administrativos, porém assumir posição independente em 2018.

Que independência seria essa, ninguém sabe.

Talvez, chapa própria, com novos aliados.

A Convenção do PSDB encerrou-se, com a promessa de que no mês de junho o prefeito de São Paulo, João Doria, virá a Natal.

O convite inicial foi para o tucano paulista estar presente ontem.

Ele recusou, alegando “compromissos”.

Percebendo que João Doria não viria a Natal somente com o objetivo de prestigiar às lideranças locais do partido, iniciou-se articulação para que ele fosse homenageado pela Câmara Municipal de Natal.

Deu certo.

Já foi aprovado o Título de Cidadão Natalense ao empresário, jornalista e prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), em data a ser estabelecida pela Mesa Diretora.

Vamos aguardar, agora, os próximos capítulos….

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s