Após ataque em Londres, Trump defende proibição para entrada de muçulmanos nos Estados Unidos

De acordo com a Casa Branca, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump, após ser informado do ataque terrorista em Londres se manifestou no Twitter sobre o assunto e usou o caso para defender seu polêmico banimento de viajantes de países muçulmanos nos Estados Unidos.

“Precisamos ser espertos, vigilantes e fortes.

Precisamos que as Cortes devolvam nossos direitos.

Precisamos da proibição de viagem de países muçulmanos, afim de termos um nível superior de segurança”, declarou o republicano.

A mensagem é divulgada um dia depois do gabinete de Trump pedir à Suprema Corte que restabeleça a proibição temporária da entrada de viajantes de seis nações de maioria muçulmana —  Irã, Líbia, Somália, Sudão, Síria e Iêmen — nos EUA.

A medida  foi bloqueada por vários tribunais americanos.

Trump aproveitou para oferecer ajuda ao Reino Unido.

“Qualquer coisa que os Estados Unidos possa fazer para ajudar em Londres e no Reino Unidos, nós estaremos lá

— Nós estamos com vocês. Deus os abençoe.”, escreveu o presidente, em seu perfil no Twitter.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s