Efeito JBS pode levar à delações de Mantega, Leo Pinheiro, Renato Duque e até Eduardo Cunha

A delação dos executivos do Grupo J&F deve abrir uma nova temporada de acordos de colaboração premiada na Operação Lava Jato.

Os ex-ministros Antonio Palocci (ex-Fazenda e ex-Casa Civil nos governos Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff, respectivamente) e Guido Mantega (ex-Fazenda de Lula e Dilma), por exemplo, podem delatar aos procuradores da Lava Jato repasses ilícitos à campanha pela reeleição de 2014, implicando PT e PMDB, que encabeçaram a chapa.

Na fila dos candidatos a delatores da Lava Jato em Curitiba, estão, além do ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o ex-presidente da OAS José Adelmário Pinheiro Filho, conhecido como Leo Pinheiro, e o ex-diretor da Petrobrás Renato Duque.

Leia a matéria completa no Estado:

http://zip.net/bwtJXw

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s