Nome da operação da PF no RN: “uma mão esfrega a outra; uma mão lava a outra.”

O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (Governo Michel Temer/PMDB-RN) foi preso pela Polícia Federal nesta terça-feira (6) na operação Manus.

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério Público Federal e a Receita Federal, deflagrou a Manus para apurar atos de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro envolvendo a construção da Arena das Dunas, em Natal/RN.

O sobrepreço identificado chega a R$ 77 milhões.

Na operação foram decretadas prisões de Eduardo Cosentino Cunha, Henrique Eduardo Lyra Alves, Carlos Frederico Queiroz Batista da Silva, Erika Montenegro Nesi e Matheus Nesi Queiroz.

Condução coercitiva: George Wilde Silva de Oliveira, Arturo Silveira Dias de Arruda Câmara, Raline Maria Costa Bezerra, José Eurico Alecrim Filho, João Gregório Júnior e Jaime Mariz de Faria Júnior

Erika Nesi e Matheus Nesi foram liberados na noite de ontem, 6.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de corrupção ativa e passiva, além de lavagem de dinheiro.

Sobre o nome da operação é referência ao provérbio latino “Manus Manum Fricat, Et Manus Manus Lavat”, cujo significado é: uma mão esfrega a outra; uma mão lava a outra.

Folha de hoje, 7, registra que, preso nesta terça-feira (6), o ex-ministro Henrique Eduardo Alves frequentou o Planalto pelo menos até a semana passada.

Na quinta (1), ele esteve no gabinete de Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s