O foco no TSE passa a ser Gilmar Mendes, que no governo Dilma defendia investigações

Folha publica que o clima do julgamento da chapa Dilma-Temer no Tribunal Superior Eleitoral começou a mudar.

O relator da ação, Herman Benjamin, citou frases e decisões do ministro Gilmar Mendes em 2015, no mesmo processo, defendendo que se investigasse mais profundamente a atuação da Petrobras a partir da Lava Jato.

Naquela época, Dilma Rousseff ainda era presidente.

Com tantas menções ao Gilmar de dois anos atrás, o relator parecia destruir a linha de que o processo de cassação teria de esquecer os testemunhos de Marcelo Odebrecht e João Santana.

Os apartes do presidente do TSE pareceram mudar de tom depois disso.

Abandonou as farpas contra Benjamin e assumiu postulações políticas mais amplas.

Na retomada do julgamento hoje, o foco das atenções estará na atitude de Gilmar Mendes.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s