Lava Jato prossegue e “pega” gerentes, pequenos e médios empresários envolvidos em corrupção

A Operação Lava Jato não parou na apuração de escândalos na Petrobras.

Agora estão evoluindo investigações para apurar enriquecimento ilícito de gerentes da empresa em “conluio” com pequenos e médios empresários espalhados pelo Brasil.

Muitos milhões de reais foram embolsados ilicitamente, até hoje com as operações clandestinas não descobertas.

Três ex-gerentes da Petrobras estão sendo acusados de receber propina na estatal e já  foram denunciados pela Operação Lava Jato, sob acusação de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Um dos ex-gerentes denunciados, Márcio de Almeida Ferreira, é acusado de ter usado a Lei de Repatriação, de 2016, para regularizar R$ 48 milhões em propina ocultos nas Bahamas.

Também estão entre os denunciados os ex-gerentes de Gás e Energia Maurício Guedes e Edison Krummenauer e os empresários Marivaldo Escalfoni e Paulo Roberto Fernandes.

O Ministério Público ainda pede, na denúncia, o ressarcimento de R$ 150 milhões aos cofres públicos, valor que teria sido desviado da Petrobras.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s