Após Cármen Lúcia ignorar Temer, ministro da Justiça acionou quatro integrantes do Supremo

Painel

Ao menos quatro integrantes do Supremo foram procurados, no fim de semana, pelo ministro da Justiça, Torquato Jardim, numa operação para mitigar suspeitas de que a Abin estaria espionando o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato.

Jardim foi acionado depois que a presidente do STF, Cármen Lúcia, divulgou pesada nota condenando a suposta ação mesmo após Michel Temer negar qualquer ato neste sentido diretamente a ela.

O clima entre os poderes é de desconfiança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s