Senado se recusa a afastar Aécio; STF mantém irmã presa

Vinte e seis dias após o Supremo Tribunal Federal (STF) determinar o afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG), o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), informou que vai manter o gabinete, o nome no placar de votação e outros benefícios do tucano até que a Corte envie novas orientações.

No STF, o ministro Marco Aurélio Mello, que assumiu a relatoria da investigação, disse que o Senado está descumprindo a decisão ao não convocar o suplente para a vaga.

Por três votos a dois, a Primeira Turma do STF negou ontem o pedido de liberdade de Andrea Neves, irmã de Aécio, presa desde 18 de maio. Marco Aurélio Mello e Alexandre de Moraes votaram pela revogação da prisão preventiva.

Luís Roberto Barroso, Rosa Weber e Luiz Fux rejeitaram.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s