“Estrada da morte” fez 47 das 62 vítimas de incêndio em Portugal

Folha

Das 62 vítimas mortais do incêndio florestal que atinge Pedrógrão Grande e arredores, no centro de Portugal, 47 estavam na estrada nacional 236, que já está sendo chamada de rodovia da morte pelos portugueses.

A estrada regional é cercada por uma vegetação densa que -com o clima seco, a temperatura elevada e os ventos fortes- acabou se tornando combustível para alimentar as labaredas e propagar rapidamente o incêndio.

Dos 47 mortos na via, 30 foram encontrados em seus carros e, os outros 17, fora dos veículos ou à beira da estrada.

A maioria morreu carbonizada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s