Janot vai propor distinção do caixa 2, que poderá beneficiar cerca de 50 deputados

O procurador-geral, Rodrigo Janot, vai oferecer a suspensão condicional do processo a deputados e senadores que são acusados de usar, em campanhas eleitorais, o caixa dois não vinculado a atos de corrupção.

O MPF considera diferentes os casos em que candidatos receberam doações não registradas sem oferecer contrapartidas aos doadores.

Pelo menos 50 parlamentares poderão ser beneficiados.

O STF decidirá amanhã se os ministros podem rever pontos específicos da homologação de delações premiadas, como a de Joesley Batista, dono da JBS.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s