Facções criminosas já controlam UPAs no Rio

O tráfico já dita as ordens em Unidades de Pronto-Atendimento do Rio. Em Costa Barros, só podem ser atendidos pacientes que moram na favela da Pedreira, enquanto na UPA de Ricardo de Albuquerque o atendimento médico é restrito a quem vive no Morro do Chapadão.

As duas favelas são controladas por facções rivais.

O aumento da criminalidade e a pressão sobre o sistema público de saúde têm provocado a fuga de médicos e outros profissionais.

Na Maré, são os traficantes que decidem quem será socorrido, e eles proíbem o acesso de quem mora do outro lado da Linha Amarela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s