Temer faz ofensiva para barrar denúncia já amanhã

Depois de distribuir cargos e liberar emendas para parlamentares, o governo decidiu concentrar seus esforços para tentar encerrar amanhã, e rejeitar, a votação da denúncia de corrupção passiva contra o presidente Temer no escândalo da JBS.

O Planalto sabe que não tem garantidos os 342 votos para abrir a votação e, por isso, insiste com seus aliados para convocarem até os parlamentares que votarão contra Temer, mas podem garantir o quorum.

A estratégia governista é apresentar requerimento para encerrar a discussão quando 257 deputados registrarem presença.

Já a oposição se divide sobre como agir amanhã.

Cientes de que não têm os votos necessários para aceitar a denúncia e afastar Temer, vão tentar se unir para dificultar a vida do governo e causar o máximo de desgaste ao presidente, mas ontem não chegaram a um acordo.

Líderes de PT, PCdoB, Rede, PSOL, PDT e parte do PSB deverão se reunir hoje para traçar um plano comum.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s