PSDB manifesta-se contra o governo ao qual serve em vários ministérios

A posição do PSDB manifestando-se contra o Presidente Temer e acolhendo a denúncia, será um fato político que ficará inscrito na história do país.

Não se trata de simplesmente incriminar, ou compreender, a posição assumida oficialmente pelos “tucanos”.

Afinal, votar a favor ou contra é um direito partidário.

O que surpreende é um partido participar da administração, ter nomes em ministérios, influir nas decisões, e de “última hora” o seu líder subir à tribuna e proclamar que é contra o governo ao qual eles servem, desde o início.

No mínimo, uma postura “estranha”.

Se era para opor-se, porque o PSDB não se afastou do governo, antes da votação decisiva?

Se o partido reconhece existir uma divisão interna – o que realmente acontece – seria mais digno deixar o voto em aberto.

Mas juntar-se às oposições, aos correligionários de Lula e de Dilma, assumindo posições idênticas, não dá respeitabilidade à sigla.

Depõe contra ela, não por “estar em cima do muro”, mas por demonstrar absoluta falta de credibilidade para futuras negociações políticas no país.

Lamentável!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s