Relator das mudanças na CLT hesitou em votar “sim” e poderá ser Ministro do Trabalho

Há rumores de que o deputado potiguar Rogério Marinho estava inclinado para votar contra Michel Temer, seguindo a orientação do líder do seu partido (PSDB).

Analisava que já sofre certo desgaste político com a relatoria da CLT e manifestar-se a favor do governo poderia agravar a sua situação política em 2018.

Aliás, ao usar da palavra na hora da votação fez considerações iniciais que davam a entender votaria “não”, ao final.

Porém, do meio para o fim da argumentação, mudou de rumo e votou “sim”.

Uma das razões, ao que se comenta, é que lhe teria sido acenada pelo governo a possibilidade de que ele possa ser Ministro do Trabalho, tendo como missão contribuir para a efetivação das novas regras trabalhistas, que começarão a vigir em novembro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s