Odebrecht oculta fatos em delação premiada, afirma advogado

Em entrevista à Folha, o advogado Rodrigo Tacla Durán afirma que a Odebrecht ocultou informações na delação premiada à Lava Jato.

Não teriam sido entregues ao Ministério Público os dados integrais das transações financeiras no exterior.

“O maior interesse dela [Odebrecht] é proteger a movimentação completa do dinheiro”, diz Durán, que trabalhou para a empresa.

O advogado chegou a negociar uma delação premiada, mas não houve acordo.

Ele vive hoje na Espanha.

Segundo um procurador da Lava Jato, Durán contou mentiras e fugiu após ter sua colaboração recusada.

A Odebrecht o aponta como responsável pela gestão de recursos ilícitos no exterior.

Ele afirma, porém, que sua atuação era jurídica.

“Queriam me imputar crimes que não cometi”, diz.

Em nota, a empresa declarou ter segurança da solidez das informações e das provas apresentadas à Justiça, que viabilizaram acordos firmados no Brasil e em outros países.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s