Maia prevê dificuldade no encaminhamento da reforma da Previdência

Mônica Bergamo

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirma que só depois da passagem do “furacão” que deve ser a votação da segunda denúncia contra Michel Temer será possível negociar com as lideranças no parlamento se a reforma da Previdência será ou não votada.

Mesmo assim, as tratativas não serão nada fáceis.

VIRA A PÁGINA Os parlamentares estariam já com certa raiva do assunto, o que exigiria uma ampla negociação para colocá-la em pauta.

SOL Na segunda-feira (11), o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, previu cenário mais otimista: segundo ele, a reforma será votada em outubro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s