“Se a elite tem medo que eu me candidate, pode ficar”, diz Lula

Veja

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) discursou por pouco mais de 10 minutos no centro de Curitiba após o seu depoimento ao juiz Sergio Moro nesta quarta-feira em processo da Operação Lava Jato.

A fala, na Praça Generoso Marques, foi em tom de enfrentamento com os seus críticos e de reiteração de sua candidatura à Presidência da República em 2018.

“Se a elite tem medo que eu me candidate, é bom eles ficarem. Porque eu vou”,  disse, ao final do discurso.

Antes, Lula criticou os envolvidos nos processos em que é acusado, fazendo uma comparação com a Guerra do Iraque e o ex-presidente George W. Bush, que havia atacado o país árabe alegando que ele possuía armas químicas, o que não se comprovou.

“O mentiroso tem que ficar com a mentira para o resto da vida . É que nem o Bush, que disse que tinha arma química no Iraque e nunca disse ‘me desculpe, eu estava errado’”, afirmou.

“Me acusaram injustamente e quero ver pedirem desculpas”, disse.

Sobre a economia, o ex-presidente falou em retomar o crescimento a partir de subsídios para a indústria e chegou a dizer que convocará um plebiscito para rever medidas do presidente Michel Temer (PMDB), como a reforma trabalhista  – na plateia havia muitos militantes de entidades como a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s