Como o Brasil, a Itália enfrenta onda de crimes violentos contra a mulher

Assaltos, estupros, violência generalizada têm sido infelizmente a marca registrada no Brasil nos últimos tempos.

Natal e o RN são considerados hoje locais perigosos do país.

Os protestos são generalizados, em busca de providencias.

Recente registro de uma agencia de notícia internacional mostra que esses males não são apenas do Brasil.

A Itália, um país entre as setes maiores economias do planeta, enfrenta violência semelhante.

Senão vejamos.

Uma onda de crimes de estupro contra mulheres turistas estrangeiras acontece na Itália.

Vítima de abuso sexual foi encontrada no bairro Villa Borghese, em Roma , amarrada em um poste, com um lenço na boca para que não conseguisse pedir socorro.

Outro caso: uma turista alemã de 57 anos foi estuprada e deixada em um parque de Roma. A vítima foi encontrada por volta da 1h de hoje, por um taxista.

Em estado de choque, a turista alemã contou à polícia que tinha sido assaltada pelo jovem, que lhe roubara 40 euros, momentos antes de sofrer o estupro.

Há poucos dias, uma turista belga denunciou um jovem israelense de 26 anos que tentou violentá-la perto do Palácio do Campidoglio.

Em outro episódio, uma jovem finlandesa foi estuprada por um jovem de 22 anos.

No balneário de Rimini, um caso de estupro coletivo contra uma polonesa também.

O deputado da direita Matteo Salvini afirmou que o país sofre de uma “epidemia de crimes de cunho sexual”.

Pelo visto, a violência atinge países desenvolvidos europeus, em grande proporção.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s