A ideia da legalização do jogo no país deve ser estudada para garantir recursos na segurança

Embora governadores apoiem a legalização do jogo para que o Congresso crie um fundo de combate ao crime, o governo federal já destina recursos, todos os anos, ao Fundo Nacional de Segurança Pública, que teve, em 2017, um orçamento previsto de R$ 1,065 bilhão.

A execução, porém, foi de apenas 17,3%.

A diferença é que o projeto em debate vincula a arrecadação de impostos ao setor e torna obrigatória a transferência.

Atualmente, os repasses dependem da aprovação de projetos.

Ex-diretor da Secretaria Nacional de Segurança, Guaracy Mingardi reconhece que a proposta amplia a verba, mas alerta que o novo formato aumenta o risco de mau uso dos recursos.

Opinião do blog – Essa ideia dos governadores não deve ser rejeitada, de saída.

Merece estudo e reflexão.

Afinal, o jogo legalizado, com as alternativas necessárias na lei que aprovar, é um meio de arrecadação de receitas usado em todo o mundo.

Por que o Brasil não adotar?

O grande problema é legalizar o jogo e o governo não transferir a totalidade das receitas para o combate à violência.

Por isso, qualquer passo dado nesse sentido tem que ser com muita firmeza e cautela.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s