Segue “troca troca” para aprovar a reforma da previdência e já se sabe quem “pagará o pato”

O presidente Michel Temer decidiu condicionar a nova distribuição de cadeiras no Ministério aos votos dados pelos aliados para a reforma da Previdência.

Interessado em aprovar na Câmara mudanças no regime de aposentadoria até meados de dezembro, Temer quer deixar as trocas na equipe acertadas, mas só entregar cargos para o Centrão ou outras siglas após a votação.

Opinião do blog – Prossegue a política do “troca troca”.

Aplica-se o princípio de que os fins justificam os meios.

Estratégia perigosa a que está em prática no país.

De um lado, esfacela os partidos, transformados em moeda de troca.

De outro, o risco que corre a cidadania, na medida em que o governo colocando à distância a “isca” do poder, poderá obter vitórias no Congresso, que não correspondam aos anseios da população.

A reforma da previdência é necessária.

Porém, tudo tem limites e circunstâncias.

Ela poderia limitar-se a mudanças na idade limite e transferir para pós eleição outros pontos.

Não é justo fazer a reforma previdenciária com o único objetivo de reduzir regras que atingem diretamente os assalariados, servidores, classe média, escolhidos como “boi de piranha”.

Os ônus terão que ser divididos, sobretudo porque nos últimos anos o governo foi pródigo em “excessos” de isenções, diferimentos e dádivas financeiras.

Entretanto, o que se percebe é o governo Temer agindo de “mão única”.

No final, já se sabe, por antecipação, quem irá pagar o pato.

Isso tornará cada vez mais intranquila a sociedade brasileira, com riscos iminentes de abalos até institucionais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s