Bispos do RN estão certos na busca de soluções para a crise da UERN

A Igreja Católica decidiu intermediar a crise entre os professores da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) e o governo Robinson Faria (PSD), como forma de encontrar uma solução e preservar a instituição de ensino superior.

A decisão foi tomada pelo arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha; o bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos Cruz, e o bispo de Mossoró, Dom Mariano Manzana.

Opinião do blog – Iniciativa legítima a intermediação dos bispos.

Aprendi, como colaborador de D. Eugenio Sales, no “Movimento de Natal” nos anos 60, que a doutrina social da Igreja recomenda a participação da Igreja nas questões que afligem às comunidades.

Não pode omitir-se.

Os bispos agem corretamente.

A UERN hoje é um patrimônio do estado.

Qualquer discussão, acordo, entendimento, alternativa, tem que partir do pressuposto de que se trata de uma instituição que deve ser preservada a qualquer custo.

Claro, que a conjuntura é difícil e exige compreensão e paciência, de parte a parte.

Afinal, o governo não fabrica dinheiro.

Todavia, pode (e deve) estabelecer prioridades para aplicar os recursos disponíveis.

E uma delas é buscar caminhos que permitam o funcionamento da UERN, cujos serviços prestados ao Estado são incontestáveis.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s