Temer encurta horário de verão de 2018 por eleições e perde oportunidade para abolir

O presidente Michel Temer assinou nesta sexta-feira um decreto para encurtar o horário de verão em quinze dias a partir do ano que vem.

A medida busca atenuar a diferença de fusos no país e, assim, evitar atrasos na apuração das eleições de 2018.

O decreto será publicado no Diário Oficial da União de segunda-feira.

Com a mudança, o horário de verão no ano que vem começará a partir da meia-noite do primeiro domingo de novembro, quando os relógios serão adiantados em uma hora.

Atualmente, o horário de verão começa no terceiro domingo de outubro – o que afeta o segundo turno das disputas eleitorais. O prazo final, no terceiro domingo de fevereiro, não foi alterado. Este ano o horário de verão começou em 15 de outubro e vai até 17 de fevereiro.

Opinião do blog – Correta a decisão do Presidente.

Realmente, o horário de verão criaria dificuldades nas apurações das eleições de 2018 e  atende a um pedido formal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os diferentes fusos horários existentes no Brasil, acentuados pela mudança de ponteiros que tradicionalmente ocorre nos meses de verão nas regiões do Centro-Sul do país, causariam atrasos na apuração dos votos e na divulgação do resultado das eleições.

O Presidente poderia ter aproveitado o momento e abolir esse horário de verão no Brasil.

Não há sentido e a economia é praticamente nenhuma.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s