Planalto prestigia Jungmann, “escanteia” Torquato e pondera hesitação do governador do RN

Claudio Humberto, colunista político em rede de jornais nacionais, revela neste primeiro dia do ano de 2018,  que “o ministro da Justiça e Segurança Pública, Torquato Jardim, que comanda a Força Nacional, a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal, foi colocado à margem do motim criminoso de policiais no Rio Grande do Norte”.

O ministro Raul Jungmann (Defesa) foi designado para representar o governo federal em declarações sobre a crise e outras iniciativas, inclusive anunciando o envio da Força Nacional.

Segundo Cláudio Humberto, “as declarações do ministro Torquato Jardim sobre essa área em geral são muito sinceras.

Em política, sinceridade às vezes dá confusão”.

HESITAÇÃO DO GOVERNADOR DO RN

A informação acrescenta que a “crise de segurança decorre da crise de autoridade no Rio Grande do Norte, cujo governo hesitou em punir líderes do motim criminoso”.

Na crise de segurança do Rio de Janeiro, Torquato revelou que criminosos controlam batalhões da PM. Isso gerou outra crise, política.

LEIA A COLUNA COMPLETA, ACESSANDO:

http://bit.ly/1EgxbFr

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s