Dever de justiça reconhecer que foi acesa “luz no final do túnel” para solução da crise no RN

 Do editor

No RN é comum o desprezo, o silêncio, a demonstração de inutilidade, quando surgem ideias ou propostas que não têm origem nos “iluminados”, que exercem influencia ou poder, em várias áreas.

O fenômeno existe na política e fora dela.

Alguns chamam de ações unificadas da mediocridade, movidas pela inveja e vaidade doentia.

Isso é lembrado, em função da necessidade de não silenciar, diante das últimas gestões do Governador Robinson Faria, da bancada federal e do deputado Ezequiel Ferreira, presidente da Assembleia Legislativa.

LUZ NO FINAL DO TÚNEL

Nas últimas horas, o RN avançou na busca de soluções para a crise de calamidade financeira que enfrenta.

Parece ter sido eficaz o encontro de ontem no Palácio do Planalto do governador e parte da bancada federal.

Acende-se uma “luz no final” do túnel.

Por diversas vezes repetimos neste blog, que o caminho seriam transferências extraordinárias do governo federal, mesmo sem aprovação definitiva do pacote de medidas submetidas à Assembleia.

A aprovação pelo legislativo estadual, em regime de urgência, de uma pauta mínima significaria a sinalização de que caminham soluções definitivas e não paliativas.

SOLUÇÃO DE URGÊNCIA

Foi anunciado que o governo federal garantiu um repasse R$ 420 milhões para investimentos nas áreas de saúde e segurança no Rio Grande do Norte.

A transferência se dará por meio de convênios e programas.

Repete-se o que a União fez no Rio de Janeiro (quase 3 bilhões de reais), Minas Gerais e Rio Grande do Sul.

Pouco importa que esses valores transferidos não possam ser usados no pagamento de pessoal.

Na medida em que atendam carências em outros setores do governo, desafogam a administração para destinar recursos remanescentes no pagamento de pessoal.

Boa solução de urgência.

VIGILÂNCIA

A bancada presente à audiência respaldou politicamente os interesses do Estado, fortalecendo o governo estadual.

Afinal, não se torce pelo quanto pior melhor.

Todos somos Rio Grande do Norte!

Caberá de agora por diante a vigilância, com coragem.

Caso até final do mês de janeiro, a União não efetive o prometido será necessário voltar a pressionar.

Essa linguagem de pressão política é a única que Temer entende.

Os exemplos são múltiplos.

E a pressão máxima, na hipótese de quebra do compromisso de ontem, será o afastamento sumário de toda bancada da base de apoio do governo no Congresso.

Não haverá outro meio.

OLHO ABERTO

Por fim, agiu corretamente o presidente da Assembleia, deputado Ezequiel Ferreira.

Foi à mídia e deu explicação à opinião pública.

Deixou clara a posição da Assembleia, que segundo ele cumprirá o seu dever.

Dá-se um crédito de confiança às suas palavras.

De agora por diante, só aguardar de “olho aberto” se a luz acendida irá iluminar o nosso futuro, ou permanecerá o “apagão” de sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s