Difícil entender como se proíbe no Brasil o uso do motor diesel em veículos leves

A melhora na eficiência energética dos carros brasileiros, obrigatória desde o ano passado com o programa Inovar-Auto, deve fazer com que R$ 2 bilhões deixem de ser gastos em combustível neste ano.

O rendimento médio de um modelo com motor 1.0, por exemplo, era de 14 km por litro em 2012, e hoje passou para 16,6 km/l.

Novas metas de eficiência devem ser estabelecidas com o Rota 2030.

Opinião do blog – Há necessidade de modernização da indústria automobilista brasileira, colocando-a ao nível global.

É difícil entender como ainda se proíbe no Brasil a adoção do motor diesel em veículos leves.

Não é aceitável que o brasileiro não possa optar por uma motorização moderna e eficiente.

Essa proibição não tem mais sentido, seja pelas características técnicas, qualidade do combustível ou meio ambiente.

Esses motores atingiram níveis de emissões exigidos internacionalmente e, uma vez liberados, chegarão ao nosso mercado no estado da arte de seu desenvolvimento.

Quando comparamos o motor diesel com qualquer outro motor de combustão ele é imbatível em eficiência energética.

O mercado aguarda a sua chegada, e é preciso entender que há espaço para todas as alternativas de propulsão e de combustíveis.

O carro diesel irá ocupar um lugar no mercado que há muito tempo aguarda por ele.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s