Jornalista Rubens Lemos escreve sobre Movimento Brasil 200: “Bajulação a Flávio Rocha”

O jornalista Rubens Lemos opina em seu “blog” sobre o Movimento Brasil 200, liderado pelo empresário político Flávio Rocha

Anuncia-se o Brasil 200, movimento dos superpoderosos para salvar o país.

Maracatu não entra.

Contracheque com menos de cinco dígitos, muito menos.

É negócio para quem tem de milhões para cima.

Natal tem? Como?

De que jeito?

O super, hiper, mega, extraordinário industrial Flávio Rocha é o cabeça de área do movimento.

Do Grupo Guararapes que, ao longo do tempo, recebeu incentivos do Estado que tanto abomina.

Concordo: o Estado deve se preocupar com Segurança, Saúde e Educação.

Educação não sei tanto se interessa aos bacanas, pois pobre pra eles é mão-de-obra. Pesada.

Na entrada do evento devem ser providenciados coletes- babadores para distribuição à imprensa, a maior levantadora de voleibol do país.

A bajulação a Flávio Rocha ultrapassa umas dez casas à dedicada ao competentíssimo Sr. Governador.

Um repórter de verdade perguntaria: “Dr. Flávio, que benefícios o senhor trouxe para o Rio Grande do Norte em seus mandatos de deputado federal?”

Talvez um mata-burro em São Miguel ou uma passagem molhada em São José do Seridó.

Eleito em 1986, foi reeleito em 1990 e “deixou” a política após apoiar Collor e inventar um tal imposto único.

Nada pessoal.

É muito feio bajular homem.

De Direita, de Esquerda  (botar foto de Lula no próprio perfil é o apogeu), de Centro e até de goleiro.

Flávio Rocha em 1986, eleito pelo PL

Anúncios

Veja vídeo de criança brincando fora da janela, em nono andar de prédio em Goiana

No twitter.

Vejam que perigo!

Criança é flagrada brincando do lado de fora da janela, de um prédio no 9º andar, na cidade de Goiânia.

Operador do PSDB de São Paulo mantinha R$ 113 milhões na Suíça

Estado/247

O rastro do dinheiro da corrupção das décadas de comando do PSDB em São Paulo está cada vez mais evidente.

Apontado como operador dos tucanos, o ex-presidente da Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A) Paulo Vieira de Souza, conhecido como Paulo Preto, tinha R$ 113 milhões em contas na Suíça.

A juíza do caso disse ver fortes indícios da prática de crimes, “bem como o enriquecimento injustificado do investigado”; informações foram repassadas pelas autoridades do país europeu, que colabora com a Justiça brasileira.

Paulo Preto também é investigado em inquérito sob suspeita de ser operador do senador José Serra (PSDB-SP) em desvios de recursos do Rodoanel.

Eduardo Cunha com risco de 386 anos de prisão estaria conformado e “jogou a toalha”

Segundo o blog de Flávio Campana, de Curitiba, o ex-deputado federal Eduardo Cunha cansou: disse a seus advogados que não apresentem mais recurso algum à justiça.

Ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal de Brasília, os advogados já apresentaram 49 recursos e 47 deles foram recusados.

O Ministério Público, a propósito, está pedindo 386 anos de prisão para Cunha.

Mesmo com impopularidade do governo Temer, PIB cresce 1% e atinge R$ 6,5 trilhões

O PIB brasileiro cresceu 1% em 2017 e atingiu R$ 6,51 trilhões, segundo indicador da FGV.

O PIB oficial, calculado pelo IBGE, será divulgado no dia 1º de março.

Segundo a FGV, o indicador cresceu depois de dois anos de retração com resultados positivos na agropecuária (12,8%), indústria (0,1%) e nos serviços (0,3%).

As informações são da Agência Brasil.

Opinião do blog – Curiosa essa situação política do Presidente Temer, com índice tão alto de impopularidade.

Miriam Leitão comentou, a propósito:

“O presidente Temer é um caso de estudo.

Ele é o único governante brasileiro que não tem aumento de popularidade quando a inflação está em queda.

A resposta para o paradoxo Temer é fácil: Lava Jato.

Quem quer um presidente corrupto, apoia Lula.

Os outros não querem.”

O blog Antagonista também abordou o fenômeno:

“A economia melhora.

Mesmo assim, Michel Temer continua sendo o presidente mais impopular de todos os tempos.

É um caso único.”

Talvez, a resposta seja que a população não atribui à Temer melhoria da economia.

Acha que é mérito da equipe econômica e dos ventos globais favoráveis.

MESA REDONDA analisará os verdadeiros motivos de Robinson Faria “não renunciar” mandato

MESA REDONDA, amanhã, 23, na FM 98 de Natal, a partir de 18hs10 e cadeia de rádio estadual.

Na pauta dos debates:

  • A imoralidade do Fundo Partidário, que garante milhões para cada atual deputado e senador disputar a eleição
  • Análise do “Movimento Brasil 200″ lançado em Natal pelo empresário Flávio Rocha
  • Quais a verdadeiras razões que levarão o governador Robinson Faria a não renunciar o seu mandato?

OUÇA TAMBÉM NA INTERNET:

http://bit.ly/2A6cHRD

MESA REDONDA da FM 98 estará “quente”, com análises de jornalistas especializados sobre os últimos acontecimentos políticos no RN, no país e no mundo. Imperdível!